Logomarca Massa Conteúdo Abrir menu mobile
Fechar menu mobile

Blog

Imagem destaque

Técnicas de criatividade que fazem a diferença

12 de fevereiro de 2023

Fazer uso da criatividade é um fator primordial para encontrar soluções e desenvolver um negócio. Por isso, muitas pessoas buscam formas de impulsionar seu viés criativo. No entanto, frequentemente se perguntam como desenvolver essas habilidades. Existem inúmeras técnicas de criatividade que ajudam nesse processo.

Siga com a leitura e entenda um pouco mais desse universo que encanta.

Sobre técnicas de criatividade e ser criativo

Antes de tudo, precisamos saber que criatividade não é dom. Ao desconstruirmos essa ideia, fica mais fácil saber que todos nós podemos exercer um lado criativo e que esse não está reservado a apenas alguns poucos sortudos na vida.

Criatividade é um processo que envolve o subconsciente e a busca racional por informação e existem formas que podem induzir e ativar esse estado criativo. Por isso, não se preocupe em ser um Da Vinci ou um Einstein. Podemos fazer muito no nosso meio com técnicas de criatividade simples e bastante assertivas.

Todos nós somos criativos, só precisamos fazer o uso correto de recursos e informações para atingir os resultados esperados. Vamos conhecer agora quais os melhores caminhos para atingir esse estado criativo tão importante para o mundo dos negócios.

1. Brainstorm

Essa, com certeza, você já ouviu falar. A tempestade de ideias consiste em deixar vir sem ressalvas e sem filtros tudo aquilo que vem à nossa mente sobre determinado problema. Aqui, o que importa é a quantidade de ideias geradas. Depois analisamos e chegamos à conclusão de qual é a melhor.

Por isso mesmo, reuniões de brainstorm devem ser livres e cada participante deve deixar de lado preconceitos e até receios de julgamentos para que as ideias possam ganhar vida. Depois, elas passarão por uma seleção até que fiquem as que são mais viáveis.

Muitas pessoas acham erroneamente que o brainstorm é apenas uma confusão de pensamentos. Não é assim. Deve-se ter um problema claro para se resolver e um líder que organize falas e conduza com maestria a participação de todos. Explicamos um pouco mais sobre ela neste artigo do nosso blog.

Dessa forma, esse encontro se torna uma ferramenta extremamente poderosa para encontrar soluções a partir da discussão com o grupo. Nunca menospreze o poder de um brainstorm no começo de um processo criativo.

2. Associação de ideias

A nossa mente possui a fantástica capacidade de trabalhar mesclando e cruzando informações. Resgatamos memórias vividas, conteúdo aprendido e aquilo que vimos algumas vezes e estava lá guardado não sabíamos onde.

Essa forma de raciocínio em que uma ideia é mesclada e ligada a outra chamamos de associação de ideia. Fazemos naturalmente e cotidianamente inúmeras conexões neurais que nos dão respostas para o que precisamos. E podemos muito bem usar essa habilidade inerente como uma técnica criativa. Aristóteles já propôs isso há mais de dois mil anos.

Basicamente a associação de ideias é uma forma de ligar uma palavra a outra e ver quais as relações que se estabelecem entre elas. Se eu vou ofertar carros em uma concessionária e preciso de um mote criativo, trabalho da seguinte forma: carro que lembra estrada, que lembra saudade, que lembra reencontro, que lembra alegria, que lembra festa, que lembra abraços…

A partir de cada caminho associativo desse posso extrair ideias que podem mudar transformar uma comunicação banal em uma bem-sucedida. Existem muitas formas de emaranhar essas lembranças, mas elas sempre passam por uma conexão: seja por valores semelhantes, proximidade, contraste ou sucessão.

3. Fazer perguntas

Albert Einstein já nos disse que “a mera formulação de um problema é mais importante que sua solução, a qual pode depender apenas de conhecimentos matemáticos ou experimentais. Levantar novas questões, novas possibilidades, trabalhar velhos problemas sob novos ângulos, isto sim exige imaginação criativa e assinala avanços reais no campo da ciência.”

Dessa forma, muitos pensadores da criatividade se dispuseram a usar esse método. Roberto Duailibi propôs sua Régua Heurística, uma ferramenta que combina perguntas e que tem como meta ajudar pessoas criativas a encontrarem soluções para os mais diferentes elementos do seu negócio.

Para qualquer uma dessas técnicas, você precisa antes saber que todos nós somos capazes e podemos exercer com brilhantismo a criatividade. Partindo desse pressuposto, o que será necessário é desenvolver as habilidades e buscar formas de extrair o melhor de cada um.

Para isso, a dica número um e mais importante é sempre deixar a mente aberta para viver novas experiências e ampliar o seu conhecimento de mundo. São nossas atividades diárias como ler um livro, assistir a um filme, comer em um restaurante diferente, ouvir música e histórias, frequentar lugares novos que nos abastece de informações relevantes para formar novas ideias.

Ser criativo é um estado permanente de florescer nossa vida a cada novo dia. Por isso, acredite que todos nós podemos ser e se incrementarmos nosso cérebro com conhecimento permanentemente e se aplicarmos as técnicas de criatividade com frequência e assertividade. Dessa forma, não só nossos negócios saem ganhando, mas toda a nossa vida e os muitos problemas que temos que vencer.

Para mais informações como esse continue no seguindo em nossas redes sociais. Vai ser massa ter você com a gente.